• Curso de Medicina é confirmado na Faculdade Campo Real em Guarapuava

    43091

    O curso de Medicina bacharelado, será aberto com 55 vagas anuais, foi autorizado através da portaria 1217/2017 de 28/11/2017, publicada no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira,  29. Linck http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=515&pagina=15&data=29/11/2017

    Um sonho que se torna realidade, parabéns aos dirigentes da Faculdade Campo Real, as autoridades e políticos que unidos conseguiram essa grande conquista para Guarapuava.

    Nº 228, quarta-feira, 29 de novembro de 2017 Diário Oficial da União

    PORTARIA N° 1.217, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2017

    O SECRETÁRIO DE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO

    DA EDUCAÇÃO SUPERIOR, no uso da competência que lhe foi delegada pelo Decreto nº 9.005, de 14 de março de 2017, considerando o disposto no Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006, considerando o disposto na Portaria Normativa n° 40, de 12 de dezembro de 2007, publicada no DOU de 13 de dezembro de 2007 e republicada em 29 de dezembro de 2010, [ veja mais ]
    Comentários: (0)

  • Regra de transição beneficia trabalhadores próximos da aposentadoria

    Pela regra proposta, pedágio é de 30% sobre o tempo que falta hoje pelas regras atuais para a solicitação do benefício.

    Por Marquezan Araújo

    Durante as discussões sobre a reforma da Previdência ouviu-se falar muito da regra de transição. Mas você sabe do que exatamente esse ponto trata? Bom, a regra de transição é um item que interessa principalmente às pessoas que já fazem a contribuição previdenciária.

    O objetivo é diminuir o impacto da reforma para os trabalhadores que estariam perto de se aposentar. Portanto, caso a proposta seja aprovada, inicialmente, a idade mínima seria de 55 anos para os homens e 53 anos para as mulheres. Essa idade começa a subir a partir de 2020, na proporção de um ano de idade a cada dois anos que se passam. Dessa forma, em 2038, o piso para a aposentadoria seria atingido, fixando as idades de 65 anos para homens e 62 para mulheres.

    O PPS do Paraná confirmou na manhã deste sábado (25), em Curitiba, durante o 8º Congresso Estadual do partido, a pré-candidatura do atual prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, ao Governo do Estado. “Um partido que se preza é aquele que tem candidaturas próprias, mostra sua cara com seus candidatos e diz o que pensa com seus projetos e ações, por isso apresentamos o Cesar Silvestri Filho como o nosso pré-candidato ao Governo do Estado. Ele já mostrou do que é capaz e está preparado para nos representar. É assim que o PPS apresenta a melhor opção para governar o Paraná”, destacou o presidente estadual do partido, deputado federal Rubens Bueno.

    Cesar Silvestri Filho é uma das maiores lideranças jovens do Paraná. Administrador público é reconhecido por suas propostas inovadoras e pelo trabalho que fez como prefeito de Guarapuava nos últimos anos, colocando a cidade em um novo ritmo de desenvolvimento, em tempos de crise econômica e política. “Os brasileiros e os paranaenses buscam alternativas para a política. Mas alternativas que comprovem capacidade de realização e transformação. E nós, do PPS, não vamos nos omitir e deixar de nos apresentar como opç&at [ veja mais ]
    Comentários: (0)

  • Número de mulheres vítimas de abuso sexual e violência doméstica crescem no Brasil

    Por Karenina Moss

    Juliana* Silva, órfã de pai e mãe, de 29 anos, cresceu envolta ao sonho de construir uma família. Conheceu Paulo*, seu ex-marido, ainda nova, durante as brincadeiras de bola no bairro em que morava com o irmão e o avô, Valparaíso, Goiás. No início do namoro, Juliana teve indícios de que o namorado era um homem agressivo, durante um pequeno desentendimento. Porém, passados alguns dias, o casal fez as pazes e Juliana manteve o relacionamento. “Ele dizia que me amava e queria uma família. Eu acreditei. No entanto, sempre que havia algum tipo de rusga, ele dizia que eu o irritava com indagações sem sentido. Passei a me anular, já não havia diálogo na relação, me calei. Mas mantive o casamento, por acreditar que o amor prevaleceria”, contou.

    Foram nove anos de pequenas discussões seguidas de agressões por parte de Paulo. Após a gravidez, Juliana acreditou que o marido se tornaria um homem compreensivo. Enganou-se. Com o nascimento da filha do casal, Paulo tornou-se um homem intolerante ao extremo. As agressões físicas eram uma rotina familiar. Nem a presença da pequena Lilian* (filha do casal), de três anos, era motivo de intimidação pa [ veja mais ]
    Comentários: (0)

  • Maia diz que indefinição na reforma ministerial não vai influenciar na articulação para a Previdência

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quinta-feira (23) que a indefinição do governo em relação à reforma ministerial não vai influenciar os debates e a articulação para a votação da reforma da Previdência.

    Nesta quarta (22), o Palácio do Planalto voltou atrás na decisão de nomear o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) para a Secretaria de Governo, atualmente ocupada pelo ministro Antonio Imbassahy, do PSDB.

    A pasta, responsável pela articulação política com o Congresso, é cobiçada pelo PMDB, partido do presidente Michel Temer. Além disso, Imbassahy não é bem aceito por setores da base aliada. Mas Temer quer mantê-lo no governo como uma forma de contar com apoio de tucanos em votações importantes.

    Com isso, a reforma ministerial, alardeada há duas semanas como uma estratégia do governo para fortalecer a base e aprovar a reforma da Previdência, mal saiu do papel. Apenas uma mudança foi concretizada. A nomeação de Alexandre Baldy (sem-partido-GO) para a pasta das Cidades.

    Ao chegar à Câmara, Maia foi questionado por jornalistas sobre o impacto dessa situação [ veja mais ]
    Comentários: (0)