RESILIENCIA E PERSEVERANÇA

05/09/2021 10H57

foto: Divulgação/arquivo pessoal

Luís Irajá Nogueira de Sá Júnior

Advogado no Paraná - Palestrante

Professor do Curso de Direito da UNIPAR

iraja@prof.unipar.br


Sören Aabye Kierkegaard (1.813 – 1.855), foi um filósofo existencialista, teólogo, poeta e crítico social dinamarquês. Grande parte do seu trabalho filosófico aborda as questões de como alguém vive sendo um “único indivíduo”, priorizando a realidade humana concreta sobre o pensamento abstrato e destacando a importância da escolha e do comprometimento pessoal. É dele a frase: “A vida só pode ser compreendida olhando para trás, mas só pode ser vivida olhando para a frente”.

O povo brasileiro está passando por uma das piores crises política da sua história. A indiferença não resolverá o problema. Ao contrário, pode agravá-lo. Seja protagonista e não expectador das mudanças na sua vida. Vale lembrar que o mundo avança para implantar o comunismo e escravizar o povo em todas as regiões do globo terrestre. No Brasil, forças ocultas internas e externas, pró comunismo, estão forçando a implantação de um sistema de governo que favoreça economicamente os detentores mundiais do poder econômico, entre eles, a China. Internamente os poderes estão divididos e enfraquecidos. Muitos querem tirar vantagens desta situação. O que fazer?

Ser resiliente e perseverante é a única saída. Para William Barclay, ser resiliente é ter capacidade de lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas. Ainda, diz ele, perseverante é o espírito que pode suportar coisas, não simplesmente com resignação, mas com fervorosa esperança. É a qualidade que mantem o homem em pé com o rosto voltado contra o vento.

Sendo assim, é preciso fazer um balanço pessoal. Ter em mente os objetivos de vida claramente delineados. Tentar por ordem e hierarquia nas ilusões, em nossas profundezes, sem descuidar da realidade, ou seja, entender tudo o que está se passando ao nosso redor (política, família, espiritualidade, emprego, sociedade, etc.), decidir o caminho a ser seguido, e, empreender o espírito de luta. Reconheço que não é fácil. O atual momento histórico não favorece, pois, com o desemprego, o conflito político e a pandemia rondando a mente e o espírito do povo brasileiro, a vulnerabilidade nos abate.

Todavia, esse era o plano do inimigo. Enfraquecer o indivíduo, torna-lo vulnerável, aniquilar com o seu estado psicológico, suprimindo direitos e impondo restrições pessoais. Se o sofrimento é a forma suprema de aprendizado, dele devemos tirar proveito.  Afirma Rojas que a vida tem diferentes sabores: ao longo dela o paladar vai se acostumando a captar sensações de todo tipo. O importante é não perder o fio condutor da existência, ter os objetivos bem claros, não se abater diante das contrariedades nem diante dos imprevistos que certamente marcarão qualquer trajetória pessoal.

Logo, estamos à beira de uma grandiosa manifestação pública e política que poderá mudar ou não o curso da história no país. Nessa hora é preciso reunir homens e mulheres de espírito superior, ou seja, aqueles com capacidade de reação, prontos para tirar lições ou dar contribuições frente aos acontecimentos inesperados da vida cotidiana. Eles não são os que sempre vencem, mas sim os que sabem se levantar diante das adversidades da vida.

O que ocorrerá no Brasil após a manifestação pública e política prevista para o dia 7 de setembro de 2021? Tudo poderá ficar como está. Nesse caso os que lutaram pelas mudanças se frustrarão, mas, certamente, continuarão na luta pelos direitos. E se houver mudanças positivas? Todos serão beneficiados. Você vai lutar ou vai ficar de braços cruzados aguardando o resultado? O Brasil precisa de você agora!

                Sören Kierkegaard nos ensina que “A personalidade de um homem só está madura quando ele encontra sua própria verdade”. Não se pode viver sem ilusões. Para que estas aflorem é preciso ter um desejo forte de superação permanente (resiliência e perseverança). Aí está a essência de muitas vidas exemplares. Sempre fortes, apesar da adversidade. Portanto, lute para realizar seus sonhos. Lute por seus direitos. Lute, principalmente, por sua liberdade! 

Veja Mais