Paulo Gustavo morre de Covid no Rio, aos 42 anos

Criador da personagem Dona Hermínia, de ‘Minha mãe é uma peça', o ator e humorista estava internado desde 13 de março. No domingo, horas após acordar e interagir com o marido, sofreu uma embolia, da qual não conseguiu se recuperar.

04/05/2021 23H00

Paulo Gustavo, em foto de novembro de 2016 — Foto: Daniela Ramiro/Estadão Conteúdo/Arquivo

Por G1 Rio

O ator Paulo Gustavo, um humoristas mais populares e admirados do Brasil, morreu nesta terça-feira (4), aos 42 anos, vítima de Covid-19. Criador de Dona Hermínia e de outros personagens inesquecíveis, ele estava internado desde 13 de março no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

A piora no quadro de saúde de Paulo Gustavo aconteceu na noite de domingo (2). Ele vinha apresentando melhoras significativas, chegou a ter redução de sedativos e bloqueadores e a interagir com médicos e também com o marido, Thales Bretas. À noite, no entanto, sofreu uma embolia pulmonar.

Nesta terça, um novo boletim informou que o ator estava com quadro irreversível, mas mantinha os sinais vitais. Às 21h12, no entanto, foi constatada a morte de Paulo Gustavo.

O humorista deixa o marido, Thales, e dois filhos pequenos, Gael e Romeu, além do pai, Júlio Marcos, da irmã, Juliana Amaral, e da mãe, Déa Lúcia Amaral, que inspirou a criação de Dona Hermínia.