Ministro Sérgio Moro afirma que Ceará está sob controle

25/02/2020 09H40

Dayana Vitor Agência Brasil

Cerca de três mil homens da Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança Pública estão no Ceará para evitar mortes violentas no estado, na Operação da Garantia da Lei e da Ordem. Desde o início da paralisação dos policiais militares,147 pessoas morreram.

Nesta segunda-feira, os ministros da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, da Justiça, Sérgio Moro e o advogado-geral da União, André Luiz Mendonça estiveram em Fortaleza para conhecer de perto o trabalho desses agentes no reforço da segurança no estado.  O ministro da Defesa detalhou quantos homens estão nas ruas e o que está sendo feito.

 Para o ministro Sergio Moro, Fortaleza não está enfrentando desordem e garantiu que há controle apesar da situação.

O número de crimes violentos no Ceará disparou depois que alguns policiais militares cearenses pararam as atividades no dia 18 de fevereiro. Eles cruzaram os braços, por conta da insatisfação com proposta do governo do estado para o reajuste salarial da categoria. A remuneração inicial passaria de três mil e quatrocentos reais para quatro mil quinhentos até 2022. O governador Camilo Santana explicou que essa proposta representaria um aumento bem expressivo para a categoria

Até o momento, 167 grevistas foram afastados da corporação. A reportagem não conseguiu contato com os líderes do movimentos dos policiais.

Veja Mais