Fiscalização municipal faz valer as determinações de Decretos com aplicação de multas

Dentre elas, uma das multas chegou a 100 mil reais. Para outros dois infratores, a multa foi de R$ 90.500,00, em um evento que reunia mais de 21 pessoas em um estabelecimento comercial.

01/06/2021 12H19

Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava

Os Decretos 8725 e 8729/ 2021, em vigor desde o dia 19 de maio e prorrogado ontem segunda (31), até o próximo domingo (6), mantém restrições que visam conter a disseminação do coronavírus em Guarapuava.

 

Para fazer valer as medidas impostas, a equipe da força tarefa da Prefeitura, composta por diferentes secretarias com apoio da Polícia Militar, verifica desde o dia 19, denúncias feitas pelo telefone e pelo site da Prefeitura Municipal.

 

Somente no último final de semana, foram 111 denúncias recebidas, todas apuradas pela Fiscalização. Entre sexta-feira (28) e sábado (29), 57 autos de infração foram efetuados, totalizando mais de 194 mil reais em multas. Dentre elas, uma das multas chegou a 100 mil reais. Para outros dois infratores, a multa foi de R$ 90.500,00, em um evento que reunia mais de 21 pessoas em um estabelecimento comercial. Além do proprietário cada um dos participantes da festa foi multado em 500 reais. Além do consumo de bebida alcoólica, que configura o dobro de valor em multa, o local ainda desrespeitava outras regras do protocolo sanitário.

 

As penalidades variam de 30 mil a 250,00 reais. Entre as infrações de menor valor estão a não utilização de máscara e deixar de cumprir isolamento social. O valor máximo é para os promotores de eventos. As infrações são cumulativas e podem se somar a outras punições previstas nos decretos.

 

Apenas no mês de maio, já foram lavradas 75 multas. Em todo o ano de 2021, são mais de 270 autuações, totalizando R $1.311.250,00 arrecadados. O valor coletado é direcionado para a compra de insumos para a vacinação pelo governo municipal