Conselho de Trânsito e Mobilidade Urbana realiza reunião inaugural em Guarapuava

Foi apresentado para os membros o regimento interno e marcadas as datas das futuras reuniões.

29/04/2021 08H23

Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava

O Conselho Municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana (CMTMU), antigo (COMUTRA) Conselho Municipal de Trânsito, realizou nesta terça-feira (27) a reunião inaugural, onde foi apresentado para os membros o regimento interno e marcadas as datas das futuras reuniões.

 
O novo presidente do conselho, Paulo Dirceu de Souza, afirmou que agora o CMTMU tem mais atribuições, incluindo a Mobilidade Urbana, e agradeceu a participação das entidades envolvidas.

 
Seja da Sociedade Civil Organizada, Clubes de Serviços, Órgãos Governamentais, Crea, OAB e Poder Legislativo e Executivo”, citou o presidente, que também é secretário de Planejamento e Urbanismo da Prefeitura. Paulo Dirceu ainda salientou que o objetivo da equipe é fazer uma gestão participativa, moderna e sobretudo eficiente, gerando bons frutos a todos os guarapuavanos. 

A gestão vai ocorrer em parceria com o vice-presidente do conselho e Secretário de Trânsito do município, Adalberto Campos. De acordo com Adalberto, o conselho “vai se reunir mensalmente onde todas as demandas do trânsito da cidade vão passar por uma análise”, explicou.

 

É muito importante a participação da sociedade nesse conselho porque o trânsito faz parte da vida de todos. Mesmo que você não dirija, você está no trânsito, é um pedestre e também tem responsabilidade no trânsito. Estamos incentivando as entidades a participarem para que a gente construa um trânsito mais responsável, correto, solidário, onde haja mais empatia, afirmou Adalberto.

 

O vice-presidente ressaltou ainda a importância do conselho e das atividades voltadas para a conscientização no trânsito. “Cada sinalização, ação ou melhoria que realizamos pode evitar um acidente e contribuir para um melhor funcionamento da cidade, além de diminuir o número de atendimentos em hospitais e unidades de saúde decorrentes desses acidentes”, finalizou o vice-presidente do conselho, Adalberto Campos