Guarapuava recebe R$ 4,9 milhões do Programa Lixão Zero

serão destinados ao projeto de resíduos sólidos que fará a modernização da coleta e destinação adequada desses resíduos

13/02/2020 18H50

(Foto: Secom/Prefeitura de Guarapuava)

Guarapuava é um dos 57 municípios brasileiros contemplados no Programa Lixão Zero, do Governo Federal. O prefeito Cesar Silvestri Filho e o secretário de Meio Ambiente, Celso Araújo, participaram nesta quarta-feira (12), em Brasília, da solenidade de lançamento do Programa. Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, assinaram o documento para liberação dos recursos destinados a facilitar a reciclagem e acabar com os lixões dos municípios. Conforme o ministro, as cidades contempladas foram escolhidas devido à qualidade técnica dos projetos. “Os critérios de escolha dos municípios foram absolutamente técnicos. O ministério fez o edital e ranqueou as cidades com base nos critérios estabelecidos e informações recebidas”, enfatizou.

No total, Guarapuava receberá R$  4,9 milhões que serão destinados ao projeto de resíduos sólidos que fará a modernização da coleta e destinação adequada desses resíduos. “O projeto de Guarapuava foi escolhido a dedo entre os mais de mil inscritos pra receber esses recursos, que são de fundo perdido e serão utilizados para melhorar as condições ambientais nas áreas urbanas. Ou seja, Guarapuava foi escolhida unicamente pela competência na elaboração do projeto”, destacou Cesar Filho.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Celso Araújo, a cidade receberá toda a estrutura necessária, com equipamentos para aprimorar o serviço de coleta de resíduos sólidos. “Além dos recursos e equipamentos, as equipes irão receber treinamentos para dar mais agilidade e segurança em todo o processo da coleta e destinação adequada”, afirmou.

 RESÍDUOS SÓLIDOS
 
O objetivo desse projeto é modernizar e ampliar os serviços de coleta de resíduos sólidos na cidade. Com os recursos adquiridos pelo Programa, Guarapuava vai receber caminhões compactadores, balança, contâiners, triturador de podas de galhos e demais equipamentos. O projeto vai atuar na capacitação dos servidores envolvidos no processo da coleta e ainda na educação ambiental para orientar os guarapuavanos sobre a correta separação do resíduos recicláveis, dos orgânicos e rejeitos.