Cerveja de Guarapuava ganha concurso internacional

Em um evento realizado em 11 de novembro, na cidade de Valdivia, no Chile, a cerveja Saison Pitaya, da cervejaria Água do Monge, foi reconhecida como a melhor cerveja do estilo da América Latina.

13/11/2023 11H39

foto: reprodução/Assessoria/Secom

A cidade de Valdivia, na Região de Los Rios, no Chile, foi palco da 10ª edição do Concurso Cervezas de América 2023, realizado de 6 a 11 de novembro.

 

Diversas cervejarias do continente apresentaram seus produtos que passaram por um julgamento acirrado, segundo os organizadores.

 

De Guarapuava, a cervejaria Água do Monge venceu o concurso com a cerveja Saison Pitaya, que foi reconhecida como a melhor cerveja do estilo Saison da América Latina. O produto também é reconhecido como a melhor cerveja brasileira em sua categoria.

 

Ao todo, a Saison Pitaya acumula 11 medalhas nacionais e internacionais.

 

“A cada dia, nos consolidamos como uma cidade polo da cevada e do malte. Os produtos de Guarapuava têm ganhado o mundo. Eu me sinto extremamente feliz com essas notícias. A primeira edição do nosso Festival da Cevada e do Malte demonstrou que nossa posição no mercado e nas mentes das pessoas se aviva todos os dias. Parabenizo a todos os empresários do setor pelo trabalho e persistência na atividade. Desejo aos proprietários da Água do Monge muito sucesso e que venham outros prêmios”, destacou o prefeito Celso Góes.

 

“Para todos nós, é motivo de alegria saber que nossas marcas são aceitas em diversos lugares do planeta. Em nome da Secretaria de Turismo e Evento, eu parabenizo a todos da Cervejaria Água do Monge pelas conquistas. Esperamos que em 2024 venham muito mais prêmios”, sublinhou a secretária de Turismo e Eventos, Katriane Mila.

 

“Isto demonstra, de fato, que nosso produto é uma referência do estilo, com o reconhecimento e premiação nos mais diversos concursos cervejeiros. Conquistamos a Brasil Beer Cup, a Copa Cerveza de América, o South Beer Cup, o World Beer Awards, além do Concurso Brasileiro da Cerveja. Apenas neste ano já foram cinco premiações para a Saison Pitaya”, conta a sócia da Água do Monge, Larissa Vier.

 

Água do Monge Cervejaria

 

A Água do Monge teve seu início em 2018, quando os cervejeiros caseiros Eliezer Goulart e Paulo Jorge decidiram praticar suas receitas e logo ganharam sua primeira medalha em um concurso.

 

Fruto de um desejo comum, os demais sócios, Larissa Vier e Lucas Daleffe, se uniram a Eliezer, e em junho de 2020, a fábrica estava oficialmente operando onde está localizada hoje, às margens do Rio Jordão, em Guarapuava, cidade reconhecida como a capital da cevada e do malte.

 

Seu nome tem inspiração nas histórias do Monge João Maria, que ficou conhecido por peregrinar na região como curandeiro, utilizando-se de fontes de águas, em que uma delas é muito próxima da cervejaria, onde também há uma capela. “Alguns dizem que ali a fonte nunca seca”, aponta Eliezer.

 

Nos últimos três anos, a Água do Monge conquistou 33 medalhas e é classificada como a cervejaria mais premiada da região. “Estamos orgulhosos de nosso sucesso, mas sabemos que cada prêmio é o resultado de nosso comprometimento com a excelência”, finaliza Larissa.

Veja Mais